» 4.8 Luz e Saúde » Espectro luminoso: riscos para a saúde


 Espectro luminoso: riscos para a saúde


Que riscos para a saúde podem ter algumas partes do espectro da luz?


A visão é o sentido que permite detectar e interpretar parte da energia radiante.
Porém, essa mesma luz pode ter efeitos tóxicos na retina de indivíduos, em especial as radiações mais energéticas do espectro visível: a luz violeta e a azul.
 

Como evitar que essas radiações nocivas afectem a retina?

 
Por meio da utilização de filtros de absorção selectiva de radiação, pode ser possível neutralizar o efeito nocivo da luz sobre a retina.

Esta possibilidade é muito interessante, considerando não só o risco de exposição à luz intensa natural, como também, e em especial, à iluminação artificial, nomeadamente a que usa a faixa da radiação azul, como, por exemplo a iluminação LED.
 

Estudo sobre os efeitos tóxicos de parte do espectro luminoso na retina


Juntamos um link para um estudo da Dra. Célia Sanchez-Ramos (Madrid) sobre este assunto, bem como uma notícia no "Daily Mail", relativa ao seu estudo:

Testes de qualidade de espectros luminosos de diversas lâmpadas actuais
 A revista Popular Mechanics realizou testes comparativos dos diferentes espectros luminosos de lâmpadas actuais. Nos vários gráficos é possível apreciar a falta de qualidade da maior parte da luz artificial, comparativamente ao espectro da luz natural.

 


Imprimir   
topo topo
Geohabitat (c) 2009